Jorge Sampaoli deixou o Atlético Mineiro com uma carta divulgada pela sua assessoria pessoal na última segunda-feira, enquanto a especulação sobre poder vir a ser o novo treinador do Marselha continua.

"Cheguei ao fim. Esta quinta-feira farei o meu último jogo", escreveu o antigo selecionador argentino numa carta de cinco parágrafos que marca o fim da sua relação de um ano com a equipa de Belo Horizonte.

"Lamento não ter conseguido liderar (a equipa) com um estádio cheio", afirma.

O treinador de 60 anos treinou a equipa durante a pandemia de COVID-19, com os jogos a realizarem-se em estádios vazios.

A imprensa tem sugerido que o antigo treinador de Argentina e Chile pode ser o escolhido pelo Marselha para substituir André Villas-Boas, suspenso após realizar comentários sobre a contratação de um jogador que não queria.

Sampaoli levou o Atletico a 25 vitórias em 44 jogos realizados.

A equipa está no terceiro lugar do Brasileirão, a seis pontos de distância do líder Flamengo, com um jogo por realizar.

Já qualificado para a fase de grupos da Libertadores, o clube defronta o Palmeiras, de Abel Ferreira, na próxima quinta-feira.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.