A Justiça de São Paulo divulgou esta quinta-feira ter negado um recurso da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e mantido a liminar (decisão provisória) que deixa a Portuguesa na primeira divisão.

A Portuguesa conseguiu a liminar pela sua permanência na elite do "Brasileirão" a 03 de abril, após recorrer na Justiça comum contra a sua despromoção.

A equipa terminou o campeonato fora dos quatro postos de descida em 2013, mas o Tribunal Superior de Justiça Desportiva (STJD) brasileiro retirou-lhe quatro pontos, que lhe custaram a despromoção, alegando a utilização irregular do jogador Héverton na última jornada.

A decisão polémica resultou na permanência do Fluminense, que terminou o torneio como o melhor dos quatro últimos, sendo, por isso, repescado.

A liminar obtida pela Portuguesa, entretanto, não garante o seu regresso à elite do futebol brasileiro. Há outra providência cautelar interposta na Justiça do Rio de Janeiro, que prevê a manutenção da despromoção da Portuguesa, emitida em favor de um adepto do Fluminense.

Nesta semana, a equipa de São Paulo teve mais um revés: a Justiça negou um recurso do Ministério Público Estadual que pedia a permanência da Portuguesa na primeira divisão, por julgar a entidade incompetente para essa solicitação.

A decisão final deverá ser tomada pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), e pode mudar o rumo do "Brasileirão", cujo início está previsto para o fim deste mês.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.