Luiz Felipe Scolari já não é mais o treinador do Grêmio de Porto Alegre. Uma reunião entre o técnico e o presidente do clube, Romildo Bolzan Júnior, durante esta terça-feira de manhã acabou com esta decisão.

Em conferência de imprensa, o dirigente explicou a tomada de decisão.

“Se existe alguém experiente no futebol, esse alguém é o Luiz Felipe Scolari. Ele fez as suas avaliações e viu que seria importante a saída dele”, declarou.

Esta saída deveu-se aos maus resultados da equipa. Depois de ter perdido o campeonato gaúcho na final para o rival Internacional, o Grêmio teve um início do Brasileirão pouco conseguido. Após um empate na primeira jornada a três golos com o Ponte Preta, a equipa gaúcha perdeu este fim-de-semana com o Coritiba por 2-0.

Os adeptos perderam a paciência e alguns deles esperaram a equipa no aeroporto de Porto Alegre para manifestar o seu descontentamento para com a equipa e para com o treinador. Nesta altura, o Grêmio ocupa 18.º lugar do Brasileirão com apenas um ponto.

Luiz Felipe Scolari havia sido contratado em julho do ano passado pelo tricolor.

Nesta altura, Celso Roth e Cristóvão Borges são apontados como possíveis sucessores de “Felipão”, embora Romildo Bolzan Júnior tenha afirmado que não contactou ninguém.

"Não conversei com ninguém. Não confirmo Cristovão, nem Celso, acabamos de conversar com o Luiz Felipe (Scolari)"

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.