A presidente do Futebol Cube Ultramarina, campeão do regional de São Nicolau, Diná Rodrigues, afirmou que quer vencer o campeonato de Cabo Verde para fazer história, como a primeira mulher a trazer o título para a ilha de Chiquinho.

«Para o campeonato nacional estou à espera de uma Ultramarina forte e capaz de ultrapassar todas as fases e vencer a prova, porque quero trazer o título para São Nicolau e fazer história», afirmou em entrevista à Inforpress.

A dirigente da Ultramarina salientou que os jogadores aparentam-se motivados para ser campeões nacionais, depois de fazerem uma «boa época» no regional e pela disciplina que apresentaram em campo, onde não viram nenhum cartão vermelho durante toda a época.

Diná Rodrigues, presidente da equipa campeã de São Nicolau desde janeiro de 2011, afirmou que, como mulher «não é nada fácil» porque, além de resolver todos os problemas técnicos da equipa tem a responsabilidade pela alimentação dos atletas e preparação dos equipamentos.

Para além de ser dona de casa e de ter toda a responsabilidade familiar sobre os ombros, Diná Rodrigues também é estudante pós-laboral e considera que «não é fácil mas que é recompensável».

A presidente da Ultramarina não esconde a sua paixão pelo futebol e pela equipa que lidera que, segundo disse, «sempre foi coesa organizada e formada por gente responsável».

«Os jogadores estão a treinar todos os dias, mas as dificuldades financeiras tendem a colocar algum constrangimento para uma melhor prestação no nacional», sublinhou Diná Rodrigues anotando que «não é fácil» encontrar patrocinadores em São Nicolau e, no curto período entre o regional e o nacional (pouco mais de duas semanas) não dá para recolher muito subsídio.

«Felizmente, vamos ter três jogos em "casa" e apenas duas deslocações o que poderá facilitar e acumular nove pontos para passar de fase. Mas vamos ter que ganhar o nacional para liquidar algumas dívidas encontradas em 2011. É este o nosso objetivo», declarou.

Diná Rodrigues lembra que a Ultramarina já foi vice-campeã nacional e, apesar da pouca ambição dos jogadores do Tarrafal, desta vez, o clube tem todas as condições para ganhar porque, como mulher a liderar, essa equipa quer fazer história.

O Futebol Clube Ultramarina inicia o campeonato nacional no dia 11 de Maio, em "casa", recebendo a representação da ilha da Brava, o Juventude.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.