A seleção portuguesa venceu, na passada terça-feira, a anfitriã Rússia por 1-0 no encontro da segunda jornada do Grupo A da Taça das Confederações, disputado na capital Moscovo. O capitão Cristiano Ronaldo marcou o único golo.

O jogo: Portugal vence a anfitriã e fica com um 'pé nas meias'

Logo aos oito minutos, após um excelente cruzamento de Raphael Guerreiro, Cristiano Ronaldo apareceu no sítio certo e à hora certa para fazer o único golo da partida com um cabeceamento determinado.

De seguida, a equipa da casa tentou equilibrar o jogo, mas sem criar oportunidades de golo. Contudo, foi mesmo Portugal que mandou no primeiro tempo e podia ter feito mais um golo. Foi valendo à selecção russa a atenção e experiência do guarda-redes Akinfeev.

O melhor momento da equipa russa foi já perto do apito para o intervalo. Aos 41 minutos, a estrela Smolov rematou de primeira e de pé esquerdo, mas a bola acabou por passar longe do poste da baliza de Rui Patrício.

No início do segundo tempo, Portugal continuou melhor, mas a Rússia começava a tornar-se perigosa nos contra ataques.

Aos 62 minutos, após um excelente cruzamento de André Gomes para a cabeça de Ronaldo, o avançado do Real Madrid falhou um golo que não costuma falhar. Três minutos depois, o capitão voltou a rematar por cima.

O jogo continuava partido e os campeões europeus aproveitavam o adiantamento dos russos. Depois foi a vez de André Silva rematar forte, mas à figura de Akinfeev, numa altura que os anfitriões estavam melhor.

Momento chave: Foi mesmo antes do apito inicial

Pois, o golo de Ronaldo poderia ter sido perfeitamente o momento do jogo. E foi mesmo, mas só depois do apito inicial. Porém, preferimos eleger outro momento que se deu antes do golo do craque português, mas vamos continuar a falar sobre ele.

Cristiano Ronaldo entrou em campo acompanhado por uma criança em cadeira de rodas, minutos antes do Portugal-Rússia, que os campeões europeus venceram por 1-0. A rapariga entrou com um sorriso rasgado, ao que o internacional português respondeu com o mesmo gesto e entregou-lhe o casaco com que entrou em campo.

As figuras do encontro: Adrien Silva, Bernardo Silva, Cédric e Raphael Guerreiro.

As mudanças que Fernando Santos operou na equipa titular resultaram perfeitamente. Adrien Silva e Bernardo Silva deram mais profundidade ao jogo dos campeões europeus, assim como os desequílibros que tanto Cédric e Raphael conseguem provocar na defesa das equipas adversárias.

Recorde-se que José Fontes, Moutinho, Nani e Quaresma saíram do onze inicial, tendo Fernando Santos optado por Bruno Alves, Adrien, Bernardo Silva e André Silva.

Reações

Ronaldo: "Não foi por acaso que fomos campeões da Europa"

Bernardo Silva: "Senti-me solto"

André Gomes: "Este triunfo dá mais confiança"

Bruno Alves: "Estamos de corpo e alma para vencer esta Taça"

Pepe: "Queremos dar muitas alegrias ao povo português"

Fernando Santos: "As pessoas podem não gostar, mas comigo é assim"

E agora? Portugal e México lideram

Com a vitória diante dos anfitriões, Portugal amealhou três pontos para as contas do Grupo A, somando agora quatro. O México venceu a Nova Zelândia (2-1) e fica com os mesmos (4) pontos. A Rússia fica com três e a Nova Zelândia com zero.

Após a partida frente à Rússia, Raphael Guerreiro foi transportado para o hospital com uma suspeita de fratura, ficando de fora da Taça das Confederações. O jogador saiu ao minuto 66, sendo substituído por Eliseu.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.