A Federação Internacional de Futebolistas Profissionais (FIFPro) vai acompanhar o estado físico das jogadoras que estão a disputar o Mundial, no Canadá, para perceber se a tendência de aumento de lesões se mantém.

A FIFPro pretende também avaliar a possível relação entre o aumento de lesões e o uso de relvado artificial, piso no qual está a ser disputado o Mundial, que decorre até 05 de julho, no Canadá.

Segundo a FIFPro, as três últimas edições do Mundial feminino mostraram “uma clara tendência de aumento da média de lesões por jogo, que passou de 1,7 em 2003 para 2,3 em 2011”.

O organismo refere que a tendência do futebol feminino contrasta com a observada no futebol masculino “onde as lesões desceram de forma generalizada, de 2,7 em 2002 para 1,7 em 2014”.

No ano passado, um grupo de 50 jogadoras apresentaram uma queixa - que depois acabou por ser retirada - contra a FIFA e a Federação de Futebol do Canadá contra a obrigação de disputar o Mundial de 2015 em relva artificial.

As jogadoras consideravam que o piso é menos favorável que o relvado natural, tem um nível de impacto mais duro e faz a bola deslizar e saltar de forma diferente.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.