O selecionador português de futebol feminino, Francisco Neto, enalteceu hoje o que considera ter sido "uma espetacular época", considerando que, quando se sobe um degrau, não se quer descer.

"A partir do momento que subimos um degrau não queremos descer", sublinhou o técnico feminino, em conferência de imprensa que serviu para lançar os jogos de preparação para o Euro2017, que Portugal fará com País de Gales, na quinta-feira e domingo.

O responsável técnico enquadrou o momento que o futebol feminino vive, que terá o seu ponto alto em julho, na Holanda, quando a equipa disputar o primeiro Europeu da sua história, competição em que defrontará a Espanha, Escócia e Inglaterra.

A época em Portugal terminou no domingo, no Jamor, com o Sporting a conquistar a Taça de Portugal, num jogo que teve a maior assistência do futebol feminino português numa final, com cerca de 12.000 espetadoras.

"Esta época tem sido espetacular para o futebol feminino. Uma grande divulgação, um grande trabalho, os clubes têm feito um trabalho fantástico, as jogadoras têm boas condições e a seleção nacional também tem feito por isso", assinalou.

Em relação aos jogos de preparação com as galesas, Francisco Neto espera poder limar arestas, num grupo que tem uma base definida, mas até tomar, a 19 de junho, a convocatória final de 23 jogadoras para o Europeu.

"Temos uma base de cerca de 35 jogadoras, e a base tem sido essa. Depois temos um núcleo de 14, 15 jogadoras e é normal que se dê continuidade", explicou o selecionador português em relação às escolhas que poderá fazer.

Na Holanda, no Europeu que decorrerá de 16 de julho a 06 de agosto, com Portugal a encontrar a Espanha (19 julho), Escócia (23 julho) e Inglaterra (27 de julho), Francisco Neto espera manter-se o mais tempo possível.

"Gostaríamos de regressar o mais tarde possível, mas acho que as 16 seleções gostariam de o fazer", frisou o técnico, revelando que gostaria de poder dizer o mesmo que o selecionador masculino Fernando Santos, quando no Euro2016 disse que só voltaria após a final.

Hoje, nos trabalhos da equipa AA feminina esteve também a médio Cláudia Neto, jogadora com 104 internacionalizações e uma das mais experientes, que admite não existir pressão na ida ao Europeu.

"Vamos jogar o Europeu sem qualquer tipo de pressão. Vamos para dar o nosso melhor, tentar demonstrar, se estamos no Europeu não é por acaso, temos qualidade para lá estar, vamos tranquila, sem qualquer pressão", disse.

Para já a atenção da equipa está nos particulares com País de Gales, seleção que a médio das suecas do Linkopings diz ter características semelhantes a Inglaterra e Escócia, o que considera fundamental.

"Precisamos de defrontar equipas com as mesmas características e é sobretudo isso: preparar da melhor maneira possível", salientou.

Portugal viaja hoje para o norte do país, onde na quinta-feira defronta o País de Gales em Viseu (16:00) e no domingo em Mangualde (11:00).

A convocatória final para o Europeu da Holanda será feita pelo selecionador Francisco Neto a 19 de junho.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.