Com este resultado, o Arouca isolou-se na liderança, mas ainda pode ser ultrapassado pelo Gil Vicente, que só joga para a semana.

Com um terreno alagado, apesar da incerteza no resultado e dos seis golos, o jogo esteve longe de ser bonito.

O Arouca entrou melhor, mas as melhores oportunidades de golo pertenceram ao Varzim, com um remate de Rafael à barra, aos 17 minutos.

Oito minutos depois, perante a passividade da defesa do Arouca a ver jogar, Neto inaugurou o marcador.

O golo do empate saiu dos pés de Hélder Silva, com um grande remate aos 36 minutos, colocou a bola no canto superior esquerdo da baliza de Ricardo Neves. A reviravolta consumou-se com Kiko, que deu o melhor seguimento a um canto.

Insatisfeito com o resultado, Eduardo Esteves mexeu na equipa do Varzim, que surgiu mais atrevido na segunda parte. Henrique Nunes respondeu às alterações na equipa visitante e trocou Bruninho por Edu Souza que facturou no mesmo minuto em que entrou.

O jogo continuou muito disputado e Kiko faz falta na área do Arouca. Na conversão da grande penalidade, Tiago Carneiro reduziu a desvantagem para 3-2.
O jogo foi ficando mais feio à medida que os minutos avançavam. As faltas foram uma constante com o árbitro nem sempre a ajuizar bem os lances.

Henrique Nunes foi expulso aos 85 minutos do jogo, por protestos com o árbitro, depois de se reclamar falta sobre Edu Sousa.O golo do empate do Varzim acontece aos 86 minutos, por Neto. Até ao final do jogo as duas equipas procuraram levar a vantagem, mas com um jogo muito faltoso.

No final do jogo houve escaramuças entre alguns jogadores do Arouca e a equipa de arbitragem, cuja acção foi muito contestada.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.