Gabriel Barbosa não integrava a lista de convocados do Flamengo para a receção ao Internacional de Porto Alegre, que os cariocas venceram por 2-0, mas acabou por integrar o onze de Jorge Jesus na primeira mão dos quartos de final da Taça Libertadores.

No final da partida, o treinador português explicou a utilização do jogador. "Treinámos esta manhã. Em Portugal só dava a convocatória no dia do jogo, e aqui vou começar a fazer o mesmo. Treino quase sempre no dia do jogo", começou por explicar.

"O Gabigol saiu do jogo com fadiga, por causa de uma lesão que já teve. Eram poucos dias para recuperar, e o departamento médico fez um diagnóstico que não o tirava do jogo. Até ao último momento ia existir uma possibilidade. Nos primeiros dias nem treinou, mas no treino que realizámos na manhã desta quarta-feira deixou indicações positivos. Combinámos os três arriscar: jogador, treinador e médico. Ele e o Bruno já jogam quase de olhos fechados, por isso valia a pena o risco", acrescentou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.