Os argentinos do River Plate qualificaram-se terça-feira para a final da Taça dos Libertadores da América em futebol pela quinta vez na sua história e primeira desde 1996, ao empatarem 1-1 no reduto dos paraguaios do Guarani.

Depois do triunfo caseiro por 2-0, o conjunto de Buenos Aires ainda ‘tremeu’ em Assunção, quando, aos 61 minutos, Fernando Fernández deu vantagem aos locais, mas, aos 79, Lucas Alario sentenciou a eliminatória.

O River Plate venceu a Taça dos Libertadores da América, a ‘Champions’ sul-americana, em 1986 e 1996 e foi finalista vencido em 1966 e 1976.

Na final, o conjunto comandado por Marcelo Gallardo, que colocou no ‘onze’ o ex-benfiquista Rodrigo Mora e o ex-portista Lucho González, vai defrontar os brasileiros do Internacional de Porto Alegre ou os mexicanos do Tigres.

O encontro da segunda mão da outra meia-final realiza-se hoje, em San Nicolás de los Garza, no México, com os brasileiros em vantagem, depois do triunfo caseiro por 2-1.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.