O jogo Bulgária-Inglaterra, de qualificação para o Euro 2020, foi interrompido duas vezes por cânticos racistas na primeira parte.

A primeira paragem aconteceu aos 28 minutos após cânticos de adeptos búlgaros. De acordo com um jornalista da Sky Sports, presente no estádio Vasil Levski, Tyrone Mings e Marcus Rashford foram chamados de "macacos" pelos adeptos locais.

Os cânticos duraram vários minutos, até que os jogadores de Inglaterra e o selecionador Gareth Southgate fizeram queixa junto do árbitro da partida, Ivan Bebek.

O juiz croata acabou por interromper a partida durante alguns minutos, com as autoridades a anunciarem no estádio que o jogo seria dado como terminado se o comportamento se repetisse.

Aos 43 minutos houve nova interrupção, mas o jogo foi reatado instantes depois, após um diálogo entre o árbitro e Gareth Southgate.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.