A UEFA rejeitou os protestos de Portugal e Luxemburgo sobre a suposta utilização irregular de Junior Moraes, jogador brasileiro naturalizado ucraniano. A Ucrânia corria o risco de ser penalizada com a derrota nos dois jogos da fase de apuramento para o Europeu 2020 frente a portugueses e luxemburgueses.

A decisão foi tomada pela Comissão de Controlo, Ética e Disciplina da UEFA, que não acolheu os argumentos apresentados pelas federações portuguesa e luxemburguesa, cujas seleções defrontaram a congénere ucraniana nas duas primeiras jornadas do Grupo B de apuramento para a fase final do Campeonato Europeu de 2020.

Nos finais de março, a UEFA Anunciou a abertura de um processo disciplinar à federação ucraniana, por alegada utilização irregular de Júnior Moraes nos jogos com Portugal e Luxemburgo, depois de receber protestos das congéneres portuguesa e luxemburguesa.

Em causa estaria a elegibilidade do jogador, natural do Brasil, para representar a seleção ucraniana. Júnior Moraes chegou à Ucrânia em 2012, para representar o Metalurg Donetsk e, em 2016, já no Dínamo Kiev, saiu para a China, antes de regressar ao campeonato ucraniano, em agosto de 2017.

Os estatutos e regulamentos da FIFA determinam que na nova nacionalidade é necessário cumprir uma de quatro alíneas, estando em causa, nesta situação de Júnior Moraes, “viver continuamente, pelo menos cinco anos, após os 18 anos, no território da referida associação”. O jogador esteve quatro anos e oito meses a viver de forma continuada na Ucrânia.

Antes e utilizar o jogador, a Federação Ucraniana de Futebol disse que consultou especialistas da UEFA e da FIFA, manifestando-se convicta de que manterá os resultados com Portugal (0-0) e Luxemburgo (vitória por 2-1).

O jogador de 31 anos estreou-se pela Ucrânia precisamente frente a Portugal (0-0), tendo entrado em campo aos 76 minutos do jogo da primeira jornada do Grupo B de qualificação para a fase final do Euro2020.

A Federação Luxemburguesa de Futebol também apresentou um pedido de esclarecimento à UEFA relativo à “elegibilidade de Júnior Moraes”. O Luxemburgo perdeu por 2-1.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.