A França contou hoje com decisiva ajuda da guarda-redes da Suíça para atingir os quartos de final do Europeu de futebol feminino, num erro que custou o 1-1 quando jogou boa parte do desafio do grupo C em vantagem numérica.

Quando as gaulesas, reduzidas a 10 elementos desde os 17 minutos, perseguiam o empate, a guarda-redes Gaelle Thalmann reagiu a um livre direto a tentar defender com apenas uma mão, abordagem imprudente que lhe custou um golo e o consequente apuramento adversário.

Às gaulesas bastava um empate – quatro pontos contra três – mas a prematura expulsão de Perisset (17) podia ter mudado a sua sorte, já que na sequência do livre Crnogorcević (19) cabeceou para o 1-0 helvético.

A Suíça fiou-se na vantagem – numérica e no resultado – e não fez o suficiente para resolver o desafio, pelo que a França foi premiada pela sua persistência.

No outro encontro, a Áustria confirmou o favoritismo ao bater a Islândia, que não pontuou, por claro 3-0, passando assim em primeiro do grupo.

O golo inaugural foi oferecido pela guarda-redes Gudbjorg Gunnarsdottir, que não segurou uma bola fácil, permitindo a Zadrazil (36) marcar.

Aos 44, e novamente de bola parada, agora de canto, Burger cabeceou com a nunca, no meio de várias adversárias, com a guarda-redes ainda a tocar na bola, mas sem a blocar.

A supremacia foi consumada com o terceiro tento, apontado por Enzinger já aos 89.

Nos quartos de final, a Áustria encontrará o segundo posicionado do Grupo D, no qual está Portugal, terceiro com três pontos, os mesmos da Espanha e a três da favorita Inglaterra, adversária da ‘equipa das quinas’ na quinta-feira.

Nos outros jogos, a Alemanha, que venceu as últimas seis edições, vai encontrar a Dinamarca, enquanto a Suécia defronta a anfitriã Holanda, que venceu os três jogos no grupo A.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.