O Benfica venceu hoje o Sporting de Braga, por 2-1, na 10.ª jornada da fase de apuramento do campeão de futebol feminino, num jogo em que o ‘bis' de Nycole proporcionou a reviravolta no marcador às lisboetas.

As bracarenses marcaram primeiro, por Andreia Norton, de grande penalidade, aos 59 minutos, mas o Benfica empatou pouco depois, aos 64, também de penálti, por Nycole, jogadora brasileira que consumaria a reviravolta, aos 71 minutos.

Foi um triunfo difícil, mas justo, de uma equipa benfiquista que mostrou superioridade técnica e, sobretudo, física, e que beneficiou ainda de ter jogado os últimos minutos com mais uma unidade, devido à expulsão da ‘arsenalista' Myra Delgadillo.

Com este resultado, as ‘encarnadas' continuam a perseguição ao líder Sporting, colocando-se a um ponto das ‘leoas', enquanto o Sporting de Braga vê cada mais longe os primeiros lugares e continua na quarta posição.

O treinador do Sporting de Braga, Miguel Santos, viu-se forçado a mexer na equipa muito cedo, por causa da lesão da avançada norte-americana Hannah Keane (oito minutos), mas a primeira grande ocasião de golo até pertenceu à equipa da casa: Myra Melgadillo aproveitou um erro de Carole Costa na primeira fase de construção e assistiu Ana Teles, mas a jogadora recém-entrada falhou o golo das bracarenses (10).

Com o jogo muito disputado a meio-campo, poucas foram as situações de perigo, mas o Benfica dispôs de mais, por Pauleta, de livre direto (31) e Cloé Lacasse, num remate cruzado (38).

O Benfica surgiu novamente mais acutilante após o intervalo e, num curto espaço de tempo, Lu Pinheiro foi preponderante a segurar os remates de Andreia Faria (47 e 50 minutos).

Seria, contudo, o Sporting de Braga a adiantar-se, depois do derrube de Beatriz Cameirão a Jermaine. Na conversão da respetiva grande penalidade, Andreia Norton fez o primeiro golo, aos 59 minutos.

Apenas cinco minutos depois, surgiu o segundo penálti do jogo, agora favorável às ‘encarnadas', punindo falta de Rayanne sobre Beatriz Cameirão: Nicole bateu de pé esquerdo, sem defesa para Lu Pinheiro, aos 64 minutos.

Cloé Lacasse, no mesmo minuto, esteve perto de virar o resultado, mas Lu Pinheiro mostrou atenção, mas o segundo golo do Benfica chegaria mesmo, com Nycole a aproveitar uma defesa incompleta da guarda-redes minhota a remate da recém-entrada Christy Ucheibe.

Andreia Norton foi a mais inconformada das minhotas e, aos 79 minutos, obrigou Letícia a defesa difícil, mas a expulsão da avançada Myra Delgadillo, por agressão a Sílvia Rebelo, não permitiu outra reação às bracarenses na ponta final.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.