Os jogos de Celtic e Aberdeen foram adiados por infrações às regras sanitárias impostas para travar a pandemia de COVID-19, 10 dias após o início da competição, anunciou hoje a Liga escocesa de futebol.

A visita do Celtic ao St. Mirren e a receção do Aberdeen ao Hamilton, da terceira jornada, agendados para quarta-feira, assim como o encontro entre os dois clubes (Celtic e Aberdeen), da ronda seguinte, previsto para sábado, em Glasgow, não vai realizar-se para já, indicou a Liga escocesa (SFPL) em comunicado.

Também o primeiro-ministro escocês, Nicola Sturgeon, pronunciou-se hoje, em conferência de imprensa, sobre o adiamento: "No mínimo, vocês não devem esperar ver o Celtic e o Aberdeen jogarem esta semana e veremos que outras conclusões vamos tirar".

O defesa belga do Celtic Boli Bolingoli reconheceu não ter cumprido quarentena no regresso de férias em Espanha, apesar de ter jogado frente ao Kilmarnock (1-1), no domingo.

O clube anunciou a abertura de um inquérito, enquanto o jogador já apresentou um pedido de desculpas.

Em comunicado, o governo escocês disse estar a apurar os factos, admitindo interromper as competições futebolísticas.

O incidente com Boli Bolingoli juntou-se à polémica passagem num bar durante a semana passada de oito jogadores do Aberdeen, dos quais dois tiveram testes positivos à COVID-19, levando ao adiamento do encontro do clube com o St. Johnstone.

A época 2019/20 foi interrompida em 13 de março, devido à pandemia provocada pelo novo coronavírus, e não foi retomada, tendo o título nacional sido entregue ao Celtic.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.