Os meio-campistas Elvia Ipamy e Rachidi Asumani rubricaram acordo com o 1.º de Agosto, segundo a página oficial do clube 13 vezes campeão do Campeonato Nacional de futebol da primeira divisão "Girabola".

Elvia Ipamy é internacional pela República do Congo, enquanto Rachidi Asumani é congolês democrático.

Sem outros pormenores do negócio, a publicação indica apenas que a coletividade continua a trabalhar para construir um plantel competitivo para a época de 2020/21.

Os ativos chegam ao país na próxima semana e serão oficialmente apresentados em data a anunciar, lê-se na nota do sítio do clube (primeiroagosto.com).

Ipamy, de 25 anos de idade, com passagem pelo Étoile Congo, AS Mangasport (Gabão) e TP Mazembe (RDC), joga na posição de extremo direito ou esquerdo.

Na Liga dos Campeões da temporada finda, com o TP Mazembe, participou em 7 jogos, três como titular, dois como suplente utilizado e igual número como suplente não utilizado, num total de 244 minutos jogados.

Já Asumani, de 26 anos, médio ofensivo, representou o Renaissance e o Motema Pembe, ambos da RDC.

Na edição 2019/20 da Taça CAF, ao serviço do Motema Pembe, disputou 6 jogos da fase de grupos, cinco como titular e um como suplente utilizado, num total de 469' minutos em campo.

No entanto, em Julho último, os rubro- negro anunciaram três contratações de uma só sentada.

Trata-se do internacional hondurenho Brayan Moya, de 26 anos de idade.

O médio ofensivo, mas que também pode evoluir na ala direita e como ponta-de-lança representou o Zulia Futebol Clube, da primeira divisão do campeonato da Venezuela, onde marcou 39 golos em 17 jogos, na época 2019/2020.

Cedido à Académica do Lobito na época transata, a título de empréstimo, o guarda-redes Nsesani Simão, formado no clube militar, regressa face ao seu desempenho no último Campeonato Nacional “Girabola2019/20”.

De 19 anos de idade, esteve também em destaque na última Taça COSAFA, tendo sido eleito o melhor jogador na sua posição, com 5 golos sofridos em igual número de jogos.

O jogador foi igualmente um dos destaques do Girabola transato, anulado por força da covid-19, assumindo diversas vezes a titularidade na baliza da Académica do Lobito, com o registo final de 3 golos sofridos em 12 jogos.

Mona também regressa para reforçar a ala direita. De 22 anos de idade, destacou-se nas últimas épocas ao serviço do Recreativo da Caála.

O atleta foi formado na academia do clube e posteriormente emprestado à equipa do Huambo, onde teve a oportunidade de competir ao mais alto nível nas épocas 2018, 2018/19 e 2019/20, somando 60 jogos no total.

Mais do que contratações, a agremiação perdeu este anos alguns dos principais pilares, que foram preponderantes para a conquista dos últimos quatro troféus do Girabola.

Ary Papel acertou com o Zamalek do Egipto, Nelson da Luz com o Vitória de Guimarães, Zito Luvumbo para o Cagliari de Itália.

Rumaram igualmente para o exterior, Osvaldo Capemba "Capita", do Mouscron da Bélgica e Manuel Cafumana Show do Boavista de Portugal.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.