O JGM do Huambo, último classificado do Campeonato Nacional de Futebol da I Divisão (Girabola2018), anunciou, hoje, a sua desistência da competição, por incapacidade financeira, não devendo disputar o jogo com o Sagrada Esperança pontuável para a 12ª jornada, agendado para esta tarde no planalto central.

Em declarações à imprensa, o seu presidente e proprietário, Jorge Mangrinha, disse que a direcção da clube está desprovida de verbas para continuar a suportar os encargos no campeonato, sobretudo as deslocações, o alojamento e os prémios de jogos do atletas.

Informou que o clube já remeteu ao Ministério da Juventude e Desporto, a Federação Angolana de Futebol (FAF) e ao Governo da província do Huambo o documento a comunicar a decisão.

Apesar de aguardar o deferimento do mesmo, o responsável confirmou que a sua equipa não vai defrontar esta tarde, no campo do Kurikutelas, o Sagrada Esperança, em jogo a contar para a 12ª jornada o campeonato.

Entretanto, Jorge Mangrinha aventou a possibilidade do clube reatar a sua participação na competição caso surjam instituições públicas ou privadas, assim como pessoas singulares de boa fé que queiram apoiar o colectivo do planalto central.

Com dez jogos disputados no Girabola, o JGM do Huambo ocupa a última posição do campeonato com apenas três pontos. O campeonato é liderado pelo Interclube com 26 pontos.

Fundado a 12 de Maio de 1998, o JGM ascendeu pela primeira vez ao Girabola em 2017, ano em que também havia anunciado a desistência, tendo recuado depois da decisão.

Actualmente a equipa é treinada por uma comissão técnica orientada por Luís Borges, na sequência da demissão, há uma semana, do treinador Águas Zeca da Silva.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.