O governo espanhol aceitou os pedidos de ‘lay-off’ de FC Barcelona, Espanyol e Alavés para fazer face às dificuldades económicas provocadas pela pandemia de covid-19, noticia a EFE.

O Ministério do Trabalho, Migrações e Segurança Social de Espanha autorizou o ERTE (Expediente Temporário de Regularização de Emprego) dos respetivos plantéis principais de futebol, que estão em confinamento e distanciamento social após a suspensão das competições.

Paralelamente, os clubes podem fazer acordos individuais com os planteis.

Segundo adianta a EFE, a direção de La Liga estima que estas medidas vão ajudar os clubes a sofrer um impacto financeiro menor.

A imprensa espanhola dá conta de que o Atlético de Madrid, que no último verão pagou 120 milhões de euros pelo português João Félix, também espera ver aprovado o seu pedido de ERTE nos próximos dias.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 1,2 milhões de pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 68 mil. Dos casos de infeção, mais de 233 mil são considerados curados.

A Espanha é o segundo país com mais casos de infetados pelo novo coronavírus, um total de 130.759, e regista 12.418 mortes.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.