O futebolista Lionel Messi doou meio milhão de euros à campanha ‘Juntos pela Saúde Argentina' para ajudar na compra de materiais de proteção destinados aos profissionais de saúde e de equipamentos para fazer face à pandemia da COVID-19.

"Estamos muito agradecidos por este reconhecimento ao nosso trabalho, que nos permite manter o nosso compromisso com a saúde pública argentina", explicou Silvia Kassab, diretora executiva da Fundação Garrahan, responsável pela campanha, depois da doação da Fundação Messi.

O donativo de meio milhão de euros do avançado argentino do FC Barcelona possibilitou, numa primeira etapa, a entrega a diferentes instituições do país de oito respiradores, seis monitores multiparamétricos, 50 bombas de infusão e 13 computadores, repartidos entre hospitais de todo o país.

"Por sua vez, procedeu-se à importação de outros equipamentos que estão prestes a ser recebidos, como cinco ventiladores de alta frequência e materiais de proteção para os profissionais de saúde", pode ler-se no comunicado emitido pela Fundação.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de COVID-19 já provocou mais de 282 mil mortos e infetou mais de 4,1 milhões de pessoas em 195 países e territórios. Mais de 1,3 milhões de doentes foram considerados curados.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.