O Espanyol informou hoje que seis elementos, do plantel principal de futebol e da respetiva equipa técnica, obtiveram resultado positivo no teste à pandemia da covid-19 nas últimas horas.

O clube catalão, que conta os ex-benfiquistas Sébastian Corchia, Raúl de Tomás e Facundo Ferreyra, o último ainda ligado contratualmente às ‘águias’, não indicou os nomes dos infetados, referindo apenas que apresentam “sintomas leves e que estão a seguir as recomendações médicas”.

O Espanyol não vai regressar aos treinos, pelo menos, nas próximas duas semanas, tendo cancelado toda a sua atividade desportiva e fechado algumas das suas instalações, como o bar da Cidade Desportiva Dani Jarque e as lojas oficiais.

O coronavírus responsável pela pandemia da Covid-19 infetou mais de 180 mil pessoas, das quais mais de 7.000 morreram. Das pessoas infetadas em todo o mundo, mais de 75 mil recuperaram da doença.

O surto começou na China, em dezembro, e espalhou-se por mais de 145 países e territórios, o que levou a Organização Mundial da Saúde a declarar uma situação de pandemia.

Depois da China, que regista a maioria dos casos, a Europa tornou-se o epicentro da pandemia, com mais 67 mil infetados e pelo menos 2.684 mortos, o que levou vários países a adotarem medidas excecionais, incluindo o regime de quarentena e o encerramento de fronteiras.

Em Portugal há 448 pessoas infetadas, segundo o mais recente boletim diário da Direção-Geral da Saúde, mais 117 do que na segunda-feira, dia em que se registou a primeira morte no país.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.