As eleições para a presidência do Barcelona, inicialmente marcadas para o próximo dia 24 de janeiro, foram adiadas. O adiamento do ato eleitoral surge depois de uma reunião entre o governo da Catalunha (Generalitat) e o clube, realizada esta manhã onde o clube foi obrigado a cumprir com o confinamento municipal, impedindo assim o ato que estava agendado para daqui a nove dias.

Até ao momento não há nova data anunciada para o ato eleitoral, contudo o Barcelona, de acordo com a rádio catalã 'RAC1' estará agora a tentar que os sócios possam votar por correspondência quando a votação for avante, pedindo ao governo uma alteração na lei para que este modo de votar seja usado na eleição.

Não deverá ser só o FC Barcelona a ver as suas eleições adiadas. A Generalitat também está em conversações com os partidos políticos catalães para o adiamento das eleições para o governo catalão que estavam inicialmente marcadas para o dia 14 de fevereiro. Dia 30 de maio é a data proposta pela Generalitat.

Joan Laporta, Victor Font e Toni Freixa são os candidatos à presidência do FC Barcelona. Laporta, que foi presidente do Barcelona entre 2003 e 2010 e é considerado o principal favorito a vencer o escrutínio, recolheu 10.272 assinaturas (9.625 válidas), mais do que Victor Font (4.713) e Toni Freixa (2.634) juntos.

Em outubro do ano passado, o presidente Josep Maria Bartomeu apresentou a demissão do cargo e, desde então, o clube catalão tem sido dirigido por uma comissão de gestão, liderada por Carles Tusquets.

*Com Lusa 

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.