Depois de ter ganho no País Basco por 2-1, a formação catalã, detentora da Liga dos Campeões, da Liga Espanhola e da Taça do Rei, dominou por completo o encontro, criando oportunidades para marcar mais de uma dezena de golos.

Na estreia do sueco Zlatan Ibrahimovic em jogos oficiais, o argentino Lionel Messi, o mais do que certo sucessor de Cristiano Ronaldo como melhor jogador do Mundo, foi o elemento em maior destaque, ao “bisar”, com tentos aos 50 e 68 minutos, o segundo de grande penalidade.

O suplente Bojan Krkic, que substituíra Ibrahimovic um minuto antes, fechou a contagem aos 72 minutos, aproveitando um “brinde” da defesa do Athletic.

Depois do ímpar “triplete” de 2008/2009, o FC Barcelona entrou a ganhar, e já com um futebol de encantar, numa época em que, além de quer defender os três troféus ganhos, ainda pretende o Mundial de clubes e a Supertaça Europeia, já quinta-feira, frente ao Shakhtar, no Mónaco.

A primeira, de seis, já está ganho, à atenção do “multi-milionário” Real Madrid, que contratou Cristiano Ronaldo, Kaká, Benzema e Xabi Alonso, entre outros

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.