Luís Figo não acredita que a solução para os problemas do Barcelona seja uma limpeza e balneário. O antigo jogador dos culés (jogou na equipa catalã entre 1995 e 2000) pede uma reflexão interna, antes de se tomar decisões nos próximos dias sobre o futuro de muitos jogadores.

"É normal que depois de uma derrota assim se diga de tudo e fale da necessidade de fazer uma limpeza, mas os dias passam e percebemos que não pode ser assim. Há que ter tranquilidade, analisar tudo. O momento é muito duro, mas a realidade económica manda", disse o português, em declarações ao diário 'Marca'.

A imprensa desportiva espanhola fala na saída de vários jogadores como Vidal, Rakitic, Busquets, Piquè, entre outros.

O Barcelona vive uma crise desportiva e institucional. Foi afastado nos quartos de final da Liga dos Campeões ao ser humilhado pelo Bayern Munique por 8-2. O treinador Quique Setién foi despedido, Ronald Koeman foi contratado para banco para tentar devolver a glória ao emblema culé.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.