O uruguaio Luis Suárez privilegiou hoje a conquista de novos troféus coletivos pelo FC Barcelona a ganhar uma terceira Bota de Ouro, que recebeu pela segunda vez, depois dos 40 golos marcados em 2015/16.

"O importante são os êxitos do grupo", vincou, agradecendo o seu troféu a toda a equipa, mas mais em particular aos companheiros de ataque Messi e Neymar, "pois têm muito mérito, já que participaram na maioria dos golos".

O avançado sul-americano marcou 40 golos, mais quatro do que o argentino Higuaín (Nápoles) e cinco do que Cristiano Ronaldo (Real Madrid), a quem sucedeu, e com o qual partilhou o melhor registo em 2013/14 com 31 golos, com vantagem para o uruguaio, que jogava na altura no Liverpool.

Suárez destacou três golos, nomeadamente os que marcou ao Real Madrid na capital espanhola e ao Atlético de Madrid em Barcelona, "que permitiram à equipa ficar lá em cima".

O atleta recordou que sofreu muito para jogar em Camp Nou e agora espera continuar "contente e feliz" de forma a cumprir os objetivos, "ganhar títulos".

Cristiano Ronaldo lidera as Botas de Ouro, com o total de quatro, seguido de Messi, com três, seguindo-se nove atletas com dois, incluindo o benfiquista Eusébio e o portista Fernando Gomes, além do brasileiro Mário Jardel, pelo FC Porto e Sporting.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.