Mais de 600 agentes de polícia vão controlar as celebrações no centro da capital da Catalunha, caso o FC Barcelona ganhe hoje a final da Taça do Rei ao rival Real Madrid no campo de Mestalla, em Valência.

Os Mossos d'Esquadra (polícia catalã) e a Guarda Urbana não vão permitir que os adeptos entrem nas imediações da Praça da Catalunha, local usualmente escolhido para “palco” de celebrações.

Vão controlar o acesso para evitar objectos cortantes, como garrafas de vidro, latas e copos. Uma medida que até agora só era aplicada nas celebrações do fim do ano.

O corpo policial vai estrear 10 novas armas GL-06 que disparam balas de esponja rígida. Esta arma permite apontar directamente ao alvo e imobiliza-lo.

Está previsto que 59 autocarros, três comboios e centenas de carros privados viajem de Barcelona até Mestalla, transportando adeptos para presenciar a final da Taça do Rei, segundo anunciou o comissário Manel Castellvi durante uma conferência de imprensa realizada esta manhã.

Hoje é o primeiro de três dias de “alto risco” em jogos entre o FC Barcelona e o Real Madrid. Depois da final da Taça do Rei, o “clássico” espanhol repete-se para a Liga dos Campeões, nos dias 27 de Abril, em Madrid, e a 03 de Maio, em Barcelona.

O serviço do Metro de Barcelona estará a funcionar excepcionalmente até às 02:00 horas locais, duas horas a mais que o habitual horário. 

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.