O central português Ricardo Carvalho foi este domingo assobiado, várias vezes, pelos adeptos do Real Madrid durante a primeira parte do jogo com Espanyol, relativo à 25.ª jornada da liga espanhola e que os madrilenos ganharam por 5-0.

Face aos apupos, o treinador dos “merengues”, José Mourinho, decidiu retirar Ricardo Carvalho ao intervalo para fazer entrar o francês Varane.
Afastado da titularidade há mais dois meses – a última partida em que entrara no onze inicial, fazendo dupla com Pepe, foi com o Saragoça, no Santiago Bernabéu, a 28 de janeiro, que terminou com a vitória dos madrilenos por 3-1 – Ricardo Carvalho protagonizou algumas intervenções menos felizes que motivaram o descontentamento de alguns setores do público.

Esse descontentamento foi ao rubro quando, tendo já sido admoestado pelo árbitro com um cartão amarelo, teve uma entrada sobre o jogador brasileiro do Espanyol Philippe Coutinho passível de ver o segundo e ser expulso, o que motivou um clima de embirração ao central português, cada vez que este tocava na bola.

Apercebendo-se da situação, José Moutinho decidiu deixá-lo no balneário ao intervalo, procurando proteger o seu jogador, trocando-o pelo jovem francês Varane, que fez dupla com Sérgio Ramos durante toda a segunda parte.

«Um jogador com a experiência de Ricardo Carvalho, e sem jogar há tanto tempo, quer demonstrar mais do que realmente pode. Isso, por vezes, motiva algumas precipitações», justificou, na conferência de imprensa que se seguiu ao jogo, Karanka, um dos adjuntos de Mourinho.

Karanka insistiu que Ricardo Carvalho «continua a ser um jogador muito importante para a equipa» e que «merece sentir-se apoiado por todos».

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.