O treinador do Atlético de Madrid, Diego Simeone, abordou pela primeira vez a saída de Jackson Martínez e assumiu a culpa pelo insucesso do avançado no clube espanhol.

Quando um jogador não corresponde, o primeiro responsável sou eu. Não teve sorte, sou cúmplice desta situação", assinalou o argentino.

O técnico adiantou que houve uma conversa franca entre os dois e que chegaram à conclusão que a sua saída para a China era a melhor decisão.

"Falámos pessoalmente sobre a situação e, no final, decidimos que era o melhor para todos. A sua despedida no balneário foi emocionante. Falámos como homens, com respeito e muita sinceridade”, revelou.

Apesar do insucesso desportivo, o Atlético de Madrid conseguiu valorizar o jogador em sete milhões de euros.

Os colchoneros tinham contratado o jogador por 35 ME ao FC Porto no final da época passada e venderam-no por 42 ME ao Guangzhou Evergrande.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.