A viagem relâmpago de Neymar à cidade do Porto, para realizar exames médicos antes de assinar pelo PSG, terá enfurecido o Barcelona.

De acordo com o jornal espanhol ‘As’, os catalães terão avisado o brasileiro que, mesmo tendo sido autorizado a ausentar-se do treino de quarta-feira, esse consentimento não foi, “em nenhum caso, para fazer exames médicos com o PSG”.

Neymar, recorde-se, chegou ao Porto, cidade onde reside Antero Henrique, diretor desportivo dos parisienses, num voo privado que descolou do Aeroporto El Prat por volta das 13 horas. O jogador viajou acompanhado pelo pai, que também é seu empresário, e Wagner Ribeiro, que foi agente de Neymar na fase inicial da carreira.

No Aeroporto de Sá Carneiro, foram recebidos por Maxwell, ex-jogador e atual dirigente do PSG, que levou o avançado a realizar os exames médicos, tendo regressado a Barcelona às 21h30.

Neymar poderá ser agora sancionado pelo Barcelona por ter desrespeitado as normas internas do clube, ao qual ainda está vinculado.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.