O lateral direito João Cancelo e o avançado Gonçalo Guedes, dois produtos da formação do Benfica, chegaram hoje aos sete golos pela seleção portuguesa de futebol, no triunfo caseiro por 2-0 face à República Checa.

Em encontro do Grupo A2 da Liga das Nações 2022/23, Cancelo abriu o marcador, aos 33 minutos, e Guedes fechou-o, aos 38, precisamente três anos depois de ter marcado aos Países Baixos (1-0), no Dragão, na final da primeira edição.

Servidos na perfeição por Bernardo Silva, que vai nos oito golos, João Cancelo e Gonçalo Guedes subiram para o 37.º lugar do ‘ranking’ luso, junto com mais oito jogadores, dois deles (João Moutinho e Pepe) também utilizados hoje frente aos checos.

Com sete golos, seguem várias lendas da formação das ‘quinas’, como José Soares, vulgo Pepe (Belenenses), Manuel Vasques (Sporting), um dos ‘cinco violinos’, o ex-selecionador António Oliveira (Penafiel e Sporting) e Manuel Fernandes (Sporting).

Paulo Alves (três tentos pelo Marítimo e quatro pelo Sporting) e Maniche (três pelo FC Porto, três pelo Chelsea e um pelo Atlético de Madrid) também somaram sete tentos.

O ‘ranking’ luso é liderado por Cristiano Ronaldo, que hoje ficou em ‘branco’, na sua 189.ª internacionalização ‘AA’, e soma um total de 117 golos, sendo igualmente o líder mundial ao nível de seleções.

No pódio, cabem ainda Pauleta, que marcou 47 golos, entre 1999 e 2006, e o ‘rei’ Eusébio da Silva Ferreira, autor de 41 tentos, entre 1961 e 1973, em apenas 64 jogos.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.