O FC Porto perdeu com o Liverpool por 2-0, em jogo da primeira mão dos quartos de final da Liga dos Campeões de futebol, e parte em desvantagem para o encontro da segunda mão no Estádio do Dragão na próxima semana. A equipa inglesa colocou-se cedo em vantagem, logo aos cinco minutos, por intermédio de Keita e 'fechou as contas' do encontro ainda antes da meia-hora, quando Roberto Firmino, aos 26, ampliou a contagem para os 'Reds'.

O FC Porto apresentou-se 'personalizado' em Anfield Road e até dispôs da primeira situação de perigo no jogo, mas o domínio do Liverpool e a eficácia dos jogadores de Jurgen Klopp colocaram a formação inglesa em vantagem ao intervalo. No segundo tempo, o FC Porto entrou melhor, e voltou a criar várias situações de perigo com Moussa Marega a assumir-se como o principal protagonista das ocasiões de golo. Sérgio Conceição ainda lançou Brahimi, Bruno Costa e Fernando no jogo, mas o marcador não voltaria a sofrer alterações.

Com este resultado, o FC Porto está obrigado a marcar golos no jogo da segunda mão, no Estádio do Dragão, mas perante os sinais positivos apresentados em Anfield Road a eliminatória ainda não está fechada apesar das dificuldades.

Alex Telles e Maxi Pereira foram novidades no onze titular do FC Porto

Liverpool FC vs FC Porto
Equipa inicial do FC Porto. EPA/PETER POWELL créditos: EPA

No regresso às competições europeias depois de eliminar a AS Roma nos oitavos de final da Liga dos Campeões, a equipa do FC Porto apresentou-se em Anfield Road com algumas novidades no onze incial. Alex Telles recuperou a tempo de jogar e foi lançado a titular por Sérgio Conceição assim como Maxi Pereira. O internacional uruguaio jogou a lateral direito enquanto que o mexicano Jesús Corona jogou mais adiantado no terreno. Filipe e Militão foram os centrais do FC Porto em Anfield Road enquanto que no meio-campo Danilo Pereira jogou ao lado de Óliver Torres e Otávio. Na frente de ataque, os 'dragões' apresentaram a dupla Marega-Tiquinho Soares.

Já o Liverpool apresentou três novidades no onze inicial escolhido por Jurgen Klopp. Dejan Lovren foi titular no centro da defesa dos 'reds', substituindo Joel Matip, enquanto que James Milner ocupou a vaga do castigado Andy Robertson no lado esquerdo do Liverpool. Em relação ao último jogo do Liverpool, Klopp apostou também na titularidade de Jordan Henderson para o lugar de Georginio Wijnaldum.

Marega esteve perto de inaugurar o marcador, mas foi o Liverpool a ir em vantagem para o intervalo

Liverpool FC vs FC Porto
Marega remata para defesa de Alisson Becker. EPA/PETER POWELL créditos: EPA

Apesar da entrada forte e pressionante, o FC Porto viu a sua estratégia ruir logo aos cinco minutos, quando Keita adiantou os 'reds', que ainda antes da meia-hora chegaram aos 2-0, com um golo de Firmino (26). A equipa de Sérgio Conceição criou a primeira situação de perigo logo aos 2 minutos, mas Marega não mostrou o 'instinto fatal' para adiantar os 'dragões' no marcador.

Decorriam cinco minutos quando uma jogada iniciada em Sadio Mané no flanco direito da defesa portista, encontrou Firmino dentro da área e este endossou a Naby Keita, que, em posição frontal e com espaço, rematou para o primeiro golo, tendo a bola desviado em Óliver Torres.

Já depois de o Liverpool não ter aproveitado, aos 22 minutos, novo erro da defesa portista - mau passe de Otávio, intercetado por Salah -, aos 26 minutos, o médio Henderson fez uma abertura a solicitar a entrada do lateral-direito Alexander-Arnold, que foi à linha de fundo cruzar rasteiro para Firmino, e este tranquilamente empurraou a bola para o fundo das redes.

Liverpool FC vs FC Porto
Roberto Firmino marcou o 2-0 em Anfield Road. EPA/PETER POWELL créditos: EPA

Nesta fase do jogo, chegou a pensar-se que o campeão português poderia sair de Anfield Road com uma derrota pesada, à semelhança do que aconteceu na época passada no Dragão [5-0], frente ao mesmo Liverpool, nos 'oitavos' da prova, mas a equipa de Sérgio Conceição soube reagir às adversidades e até poderia ter saído com um resultado melhor se Marega tivesse sido eficaz na finalização.

Aos 30 minutos, Óliver isolou Marega frente a Alisson e, apesar de ter deixado a bola fugir-lhe um pouco para o lado esquerdo, ficou em boa posição para finalizar, mas o remate do maliano saiu diretamente contra o corpo do guarda-redes da seleção brasileira. Um minuto depois, numa segunda bola devolvida para a área inglesa e sem ninguém pela frente, Marega, em boa posição, rematou à meia-volta, mas permitiu a defesa do dono da baliza dos 'reds'.

Liverpool baixou de intensidade na segunda parte, mas faltou eficácia a Marega

Na segunda parte em Anfield Road, o Liverpool baixou a intensidade do seu jogo e procurou gerir a vantagem de dois golos de forma a explorar o adiantamento do FC Porto no campo em busca do golo que deixasse a eliminatória com boas perspetivas para a segunda mão, no Dragão.

No início da segunda parte, aos 49 minutos, um fora de jogo milimétrico de Mané 'salvou' o FC Porto de sofrer o terceiro golo e, aos 52 minutos, foi Danilo a dar o 'corpo à bola' e evitar que Salah batesse Casillas.

Liverpool FC vs FC Porto
Corona e Otávio atentos a Mohamed Salah. EPA/PETER POWELL créditos: EPA

Apesar destes lances de perigo junto à baliza de Iker Casillas, o FC Porto assumiu muito mais o jogo neste período, muitas vezes instalando-se no meio-campo do adversário, sem receio de dar profundidade ao 'trio maravilha' do ataque do Liverpool, e Sérgio Conceição ainda lançou Brahimi para tentar chegar ao almejado golo, mas o argelino pouco ou nada acrescentou à equipa.

Mesmo assim, a melhor oportunidade da segunda parte pertenceu ao incontornável Marega, aos 78 minutos, que se isolou na área do Liverpool, mas, em vez de servir Otávio no interior da área, rematou em força e para fora.

Momento do jogo - Golo de Roberto Firmino aos 26 minutos

Numa fase do jogo em que o FC Porto procurava reagir ao golo madrugador do Liverpool, a equipa de Jurgen Klopp dilatou a vantagem por intermédio de Roberto Firmino. Henderson fez uma abertura a solicitar a entrada do lateral-direito Alexander-Arnold, que foi à linha de fundo cruzar rasteiro para Firmino. O avançado brasileiro dos 'Reds' surgiu sozinho à entrada da baliza de Iker Casillas e só teve de empurrar a bola para o 2-0.

Os melhores

Éder Militão - Num jogo em que se previam muitas dificuldades defensivas para o FC Porto, o defesa central brasileiro mostrou-se num bom nível e mostrou porque é reforço do Real Madrid para a próxima época. Muito interventivo nas ações defensivas do FC Porto, Éder Militão fez seis desarmes e três bloqueios de passe.

Felipe - O defesa central brasileiro fez uma dupla sólida com Éder Militão num terreno difícil como Anfield Road. Com sete passes longos concretizados em 16 tentativas, Felipe destacou-se também nos duelos aéreos e nos alívios da pressão exercida pelos avançados do Liverpool.

Os piores

Moussa Marega - O avançado maliano esteve muito interventivo nas ações ofensivas do FC Porto, mas falhou na eficácia perante a quantidade de oportunidades que dispôs. Procurou as movimentações diagonais para fugir à marcação cerrada dos centrais do Liverpool, mas desperdiçou duas ocasiões soberanas de golo.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.