Na antevisão do encontro desta terça-feira com o FC Porto, André Villas-Boas, treinador do Marselha, disse esperar uma partida difícil para a sua equipa e salientou que o recente desaire dos 'dragões' ante o Paços de Ferreira vai trazer ainda mais dificuldades à formação gaulesa.

"Os resultados do FC Porto não têm diretamente a ver comigo nem com as minhas responsabilidades como podem calcular, mas conheço bem esta casa e sei que a seguir a momentos de derrota seguem-se momentos de revolta e transcendência". lembrou.

O treinador português sublinhou de seguida a importância que terá para o Marselha, ainda com zero pontos no grupo, um triunfo no Estádio do Dragão, de forma a manter vivo o sonho de apuramento para os oitavos de final da Liga dos Campeões.

"O nosso objetivo é continuar a sonhar com a qualificação. Mas vai ser complicado", reforçou.

André Villas-Boas admitiu também que este será um jogo especial para si, por significar o regresso ao Porto e a um estádio que tão bem conhece.

"É um misto de sensações que já tive na altura do sorteio. Não quero beliscar o Marselha, mas é o meu clube do coração. São sensações fortes. A típica neblina e nevoeiro do Porto que nos torna persistentes. Uma cidade de trabalho e fortaleza. Fui bem recebido por esse nevoeiro, por toda a cidade e clube, mas com uma missão, um compromisso que tenho com o Marselha e que me obriga a jogar para ganhar", frisou.

Ainda assim, o técnico admitiu que, por respeito, não festejará um eventual golo do Marselha como noutros jogos. "Não fazia sentido festejar efusivamente. Isto é quase como um jogo entre o pai e um filho. Um não quer o mal do outro. Tenho um compromisso com o Marselha e tenho de ganhar", reforçou.

Villas-Boas teve ainda tempo para comentar o momento de Sérgio Conceição ao leme dos 'dragões' e para falar sobre o sonho de, um dia, vir a presidir o FC Porto. "Não era correto da minha parte fazer essa avaliação. O Sérgio Conceiçáo é um super treinador, que eu aprecio. Representa o FC Porto e os seus valores. Sou adepto da forma como ele defende FC Porto. Depois, há um presidente, Pinto da Costa, que ganhou tudo e no qual eu votei. Espero que este clube continue a ganhar tudo, excentuando o jogo de amanhã", concluiu.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.