O resultado agregado de 7-0 com que o Bayern de Munique bateu o Barcelona e se qualificou esta quarta-feira para a final da Liga dos Campeões de futebol é o mais desnivelado da história das meias-finais da competição.

Ao mesmo tempo, este é o pior resultado de sempre do Barcelona no conjunto de uma eliminatória de competições europeias, nas quais a equipa espanhola não perdia as duas mãos de uma ronda desde março de 1987, nos quartos de final da Taça UEFA, perante o Dundee United.

A equipa alemã confirmou hoje a passagem à final da Liga dos Campeões, com um triunfo em Barcelona, por 3-0, uma semana depois de ter derrotado por 4-0, em casa, o conjunto espanhol, que não perdia por 4-0.

Este conjunto de resultados suplanta o que se registou nas meias-finais de 2011, quando o Manchester United eliminou o Schalke 04 com agregado de 6-1. Os ingleses foram à Alemanha triunfar por 2-0 e depois ganharam em casa por 4-1.

O mais volumoso continua a ser o da meia-final que opôs a Juventus e o Mónaco em 1998 e que valeu 10 golos. Os italianos qualificaram-se para a final com um resultado global de 6-4, depois de vencerem em casa por 4-1 e perderem no principado por 3-2.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.