A deslocação do Liverpool a Leipzig para a Liga dos Campeões de futebol pode ser inviabilizada pela recente proibição de entrada na Alemanha de viajantes vindos de zona de risco no quadro da pandemia da covid-19.

Uma porta-voz do ministério do Interior da Alemanha, hoje contactado pela AFP, confirmou que não está equacionada a exceção para o desporto profissional, pelo que se mantém, pelo menos até 17 de fevereiro, o fecho das fronteiras a quem venha do Reino Unido, quando o jogo está agendado para 16 de fevereiro.

A decisão alemã obriga ao encerramento das fronteiras terrestres, marítimas e aéreas a viajantes oriundos de Portugal, Reino Unido, Irlanda, Brasil e África do Sul, cinco países fortemente atingidos pelas novas estirpes do coronavírus. Segundo o governo de Berlim, pretende-se "proteger a população" e “limitar a propagação das novas estirpes" do novo coronavírus.

Caso as autoridades alemãs não alterem a sua atual posição sobre o problema, a equipa do Liverpool não terá autorização para ir a Leipzig jogar a primeira mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões na data definida, sendo a solução mais provável para o problema a marcação da partida para outro país.

Se o fecho das fronteiras perdurar para além do dia 17, poderá também estar em causa a deslocação do Manchester City a Moenchengladbach, no dia 24.

A pandemia de covid-19 já provocou, pelo menos, 2.227.605 mortos resultantes de mais de 102,8 milhões de casos de infeção em todo o mundo. Em Portugal, morreram 12.757 pessoas dos 726.321 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019 em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.