O FC Porto venceu, esta quarta-feira, os alemães do Schalke04 por 3-1, em jogo da quinta jornada do Grupo D da Liga dos Campeões, disputado no Estádio do Dragão. Dois golos de rajada no segundo tempo, de Militão (52’) e Corona (55’), deram o triunfo contundente à equipa portuguesa, que garante já um lugar na próxima fase da prova milionária da UEFA.

O desaire (2-0) dos Galatasaray em casa do Lokomotiv de Moscovo garantiu a presença na próxima fase ao campeão português e ao Schalke 04, mesmo antes de o FC Porto e a equipa alemã se defrontarem. O Galatasaray, com quatro pontos, e o Lokomotiv, que somou hoje os primeiros três, já não podem atingir os primeiros lugares e ficam confinados à disputa do terceiro posto e consequente passagem para os 16 avos de final da Liga Europa.

Face à última partida dos Dragões, que valeu a passagem aos oitavos de final da Taça de Portugal, Sérgio Conceição voltou a ‘arrumar’ a sua equipa inicial, com destaque para Corona (jogou a lateral diante do Belenenses), que voltou a subir no terreno, jogando ao lado de Brahimi e Marega.

No primeiro tempo, o FC Porto contou com as melhores oportunidades, tendo dominado também as estatísticas. O FC Porto rematou mais (6-2, 2-0 em remates enquadrados com a baliza), teve mais posse de bola (61%-39%) e mais pontapés de cantos (2-1). A equipa comandada por Sérgio Conceição fez 248 passes, contra 159 do Schalke. Apesar dos bons números, o FC Porto foi para o intervalo com o marcador em branco.

Já a abrir o segundo tempo, aos 52’, num pontapé de canto marcado por Corona, a bola foi até Óliver Torres e o espanhol colocou-a no coração da área, para desvio de cabeça de Éder Militão. Três minutos depois, Corona passou por vários adversários, tabelou com Brahimi e atirou à baliza. Stambouli apareceu em cima da linha a cortar, mas acabou por confirmar o 2-0 dos portistas.

Muito perto do apito final, a formação alemã conseguiu reduzir a desvantagem num golo convertido na marcação de uma grande penalidade, com Bentaleb a não falhar perante Casillas. Antes, o árbitro entendeu que Óliver tocou a bola com o braço na área.

Já em tempo de compensação, depois de um mau alívio de Nastasic, Otávio lançou Marega, que fugiu aos adversários e, na cara do guarda-redes, fez o terceiro golo portista.

A equipa de Sérgio Conceição, que se qualifica pela 15.ª vez para a fase a eliminar da Liga dos Campeões, em 22 presenças, comanda o Grupo D com 13 pontos, mais cinco do que o conjunto de Gelsenkirchen, segundo classificado, com oito.

O Galatasaray, com quatro pontos, e o Lokomotiv, que somou hoje os primeiros três, já não podem atingir os primeiros lugares e ficam confinados à disputa do terceiro posto e consequente passagem para os 16 avos de final da Liga Europa.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.