“Sofri um bocado, tendo em conta que o Braga jogava contra um adversário muito forte, mas a equipa soube controlar o jogo. Quem marca quatro golos em casa do Sevilha, merece vencer”, disse à agência Lusa Pizzi.

O avançado disse não ter ficado surpreendido com a prestação dos seus ex-colegas, apesar de “alguma apreensão inicial” no momento em que se soube que o Sevilha era o adversário do Sporting de Braga.

“Toda a gente sabia que se tratava de um adversário muito difícil, mas o Braga, e eu conheço bem o valor da equipa, apresentou trabalho, mostrou muita humildade e os seus jogadores foram sempre coesos, merecendo inteiramente este triunfo”, sublinhou.

Pizzi não tem dúvidas em dizer que “o Braga tem todas as condições para lutar pelo título” e perspectiva uma “boa prestação” europeia da equipa, afirmando que “[o Sporting de Braga] está a ganhar o estatuto da Liga dos Campeões”.

O avançado, de 20 anos, tem mais três anos de contrato com a formação minhota e reconhece que este feito europeu é “mais um incentivo” para si, apesar de nesta altura centrar atenções no Paços de Ferreira.

“Quero ajudar a equipa a conseguir a permanência o mais cedo possível e fazer uma boa época”, disse à Lusa, reconhecendo nos actuais companheiros “muita qualidade” para realizar um “campeonato interessante”.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.