André Villas-Boas estreou-se na Liga dos Campeões com uma vitória caseira.

O brasileiro e antigo jogador do Benfica David Luiz inaugurou o marcador a favor do Chelsea, em Stamford Bridge, aos 67 minutos, antes de ser substituído pelo compatriota Alex, aos 76.

Já no tempo de compensação, aos 93, Juan Mata confirmou o triunfo dos londrinos sobre o Bayer Leverkusen, estabelecendo o 2-0 final, que colocou a equipa no topo da tabela, com três pontos, já que o Valência, com Miguel a atuar os 90 minutos e Ricardo Costa nas “reservas”, se ficou pelo “nulo” em visita aos belgas do Genk.

André Villas-Boas apostou ainda em Raul Meireles, embora “trocado” por Lampard aos 64, e em Bosingwa, ao passo que os outros portugueses dos “blues” – Hilário e Paulo Ferreira – ficaram no banco de suplentes.

Na “poule” F, o Arsenal esteve a vencer na visita ao Borussia Dortmund, graças ao tento do holandês Van Persie, aos 42 minutos, mas, a dois minutos do tempo regulamentar, Perisic alcançou o empate (1-1).

Na outra partida do grupo, o Olympique Marselha, com um golo do argentino e ex-portista Lucho Gonzalez, impôs-se na visita aos gregos do Olympiacos, assumindo a liderança.

Já o grupo G é liderado por FC Porto e pelos cipriotas do APOEL de Nicósia, que venceram nas receções aos ucranianos do Shakhtar Donetsk e Zenit de São Petersburgo, respetivamente, por 2-1.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.