Quatro épocas após a vitória, pelo mesmo resultado e na mesma cidade, sobre o Liverpool, com tentos de Simão e do italiano Miccoli, rumo aos “quartos” da Liga dos Campeões, o Benfica voltou a ser grande na cidade dos Beatles.

O argentino Javier Pedro Saviola e o paraguaio Óscar Cardozo, os dois pontas-de-lança titulares do conjunto comandado por Jorge Jesus, selaram o triunfo, o segundo da época sobre o Everton, após a goleada na Luz (5-0).

Com este segundo triunfo consecutivo em Liverpool, os “encarnados” contam agora três em Inglaterra, onde venceram pela primeira vez em 1991/92: 3-1 ao Arsenal, após prolongamento, com dois golos do brasileiro Isaías e um do russo Kulkov.

Antes desse memorável triunfo em Londres, sob o comando do sueco Sven-Goran Eriksson, o Benfica tinha perdido os primeiros sete jogos em solo inglês, incluindo a final da Taça dos Campeões de 1967/68 (1-4 com o Manchester United, após prolongamento), disputada no Estádio de Wembley.

Face ao Arsenal, o Benfica iniciou, porém, um ciclo positivo, somando três triunfos e dois desaires nos últimos cinco jogos, sendo que ambas as derrotas aconteceram em Old Trafford, o “palco dos sonhos” do Manchester United.

Além do Benfica, e em mais de 50 jogos de equipas portuguesa em Inglaterra, apenas o Sporting também já venceu, por duas vezes: 4-2 ao Southampton, em 1981/82, e 3-2 ao Middlesbrough, em 2004/2005.

Por seu lado, o FC Porto jamais saiu com um triunfo de solo inglês, onde soma apenas dois empates e 12 derrotas, a última já esta época, em Londres, face ao Chelsea (0-1).

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.