O treinador do Besiktas, Carlos Carvalhal, admitiu problemas na defesa na equipa turca, derrotada hoje no terreno do Atlético Madrid, por 3-1, em jogo da primeira mão dos oitavos de final da Liga Europa de futebol.
"Na primeira parte, não fomos uma equipa. A nossa defesa teve problemas", disse Carvalhal, considerando que, após o intervalo, a formação turca, com Simão Sabrosa, Manuel Fernandes e Quaresma titulares, "foi mais compacta".
Carvalhal considerou que o encontro teve "duas partes distintas" e congratulou-se pela obtenção de um golo, assinado aos 53 por Simão Sabrosa, jogador do Atlético Madrid de 2007 a 2010.
"Fizemos um golo e não conseguimos outro, que era importante", lamentou, contudo, Carvalhal.
O técnico português declarou ainda que acredita na reviravolta do resultado em Istambul, acrescentando que os jogadores estão confiantes.
"Dizem que é possível. O golo de Simão abre a eliminatória. Com 3-0, estava encerrada. Vamos para intervalo e será uma grande noite no jogo da segunda mão, na Turquia", disse.
Por outro lado, Paolo Simeone, treinador do Atlético Madrid, sublinhou que a equipa madrilena fez "um primeiro tempo extraordinário".

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.