As quatro equipas portuguesas na Liga Europa, o maior número numa fase de grupos no atual modelo, entraram hoje em campo, com FC Porto a jogar em casa, e Sporting, Sporting Braga e Vitória Guimarães fora.

Duas delas conseguiram os três pontos, as outras duas continuam sem pontuar. O Vitória de Guimarães estreou-se com uma derrota ao perder no terreno do Standard de Liège, por 2-0, em jogo da primeira jornada do Grupo F.

Um autogolo do capitão Florent, aos 66 minutos, e um tento de Mpoku, aos 90+1, deram o triunfo à equipa belga, que fecha a primeira ronda no segundo lugar do grupo, com três pontos, em igualdade com o líder Arsenal, que foi à Alemanha vencer o Eintracht de Frankfurt, por 3-0.

Também o Sporting sai desta jornada sem qualquer ponto. O clube de Alvalade perdeu por 3-2 na visita ao vice-campeão holandês, PSV Eidhoven. Os holandeses ganharam vantagem com um golo de Donyell Malen, aos 19 minutos, e um autogolo de Sebastián Coates, aos 25, antes de Bruno Fernandes reduzir para os ‘leões’, aos 38, na marcação de uma grande penalidade.

No segundo tempo, o alemão Timo Baumgartl fez o terceiro do PSV, aos 48 minutos, mas o estreante Pedro Mendes, que tinha sido lançado um minuto antes, relançou a esperança do Sporting, aos 82, mas o seu tento foi insuficiente para os 'verdes e brancos'.

Por outro lado, FC Porto e Sporting de Braga entraram com o pé direito. Os dragões iniciaram a participação na fase de grupos com um triunfo caseiro sobre os suíços do Young Boys, por 2-1, em jogo da primeira jornada do grupo G.

O avançado brasileiro Tiquinho Soares, com um ‘bis’, aos oito e 29 minutos, marcou os dois golos dos ‘dragões’, vencedores da competição em 2011, sendo que, pelo meio, o camaronês Jean Pierre Nsame tinha empatado o encontro, aos 15, de grande penalidade.

Já o Sporting de Braga venceu o Wolverhampton, por 1-0, impondo-se em Inglaterra na primeira jornada da Liga Europa de futebol perante o favorito do Grupo K.

Um golo de Ricardo Horta, aos 71 minutos, valeu o triunfo à equipa minhota, que vinha de duas derrotas seguidas no campeonato português, com Benfica (4-0) e Vitória de Setúbal (1-0), e sai do estádio Molineux com um importante triunfo.

Lá fora

Finalista da última edição da Liga Europa, o Arsenal voltou à segunda competição europeia com um duelo complicado contra o Eintracht Frankfurt, enquanto o Sevilha, cinco vezes campeão, se estreou-se no longínquo Azerbaijão.

Os Gunners, derrotados em maio na final da última Liga Europa pelos vizinhos e rivais do Chelsea (4-1), entraram com o pé direito e venceram os alemães por 3-0, em jogo da primeira jornada do grupo F da Liga Europa.

A jogar em casa, os alemães sofreram o primeiro golo aos 38 minutos por Willock, num encontro em que o português André Silva e o antigo jogador do Sporting Bas Dost fizeram parte do onze inicial. Já Gonçalo Paciência entrou aos 66 minutos para o lugar do holandês.

O segundo golo dos ingleses surgiu já aos 85 minutos de jogo, por Saka. Dois minutos depois, Aubameyang aumentou a vantagem dos 'gunners'.

O mesmo resultado saiu do confronto entre o Sevilha, pentacampeão da Liga Europa e o Qarabag. Depois de uma primeira parte sem golos, os espanhóis entraram na segunda parte com 'fome de golo'.

Hernández (62'), Munir El Haddadi (78') e o antigo jogador do FC Porto Óliver Torres (85') apontaram os golos do Sevilha no Azerbeijão.

Em Old Trafford, o Manchester United agradeceu ao adolescente Greenwood, pelo golo do jogador de 17 anos que lhes deu a vitória por 1-0 sobre o Astana do Cazaquistão no Grupo L.

Greenwood tornou-se o artilheiro mais jovem do United nas competições europeias, com um golo a 17 minutos do fim.

Já o outro jogo do grupo L mostrou o AZ Alkmaar a empatar por 2-2 com o Partizan na Sérvia, apesar de jogar mais de uma hora com apenas 10 homens.

Enquanto isso, o Rangers de Steven Gerrard começou da melhor maneira, ao vencer o Feyenoord por 1-0 para o Grupo G, com Sheyi Ojo a marcar o único golo do jogo a meio da primeira metade.

Já o Celtic precisou de lutar pelo empate a uma bola com o Rennes na França, num jogo 'pesado' do Grupo E, com a penalidade de Ryan Christie no segundo tempo a cancelar o golo de M'Baye Niang aos 38 minutos do segundo tempo.

Na próxima jornada, o Celtic recebe o CFR Cluj, o mesmo grupo que os eliminou nas eliminatórias da Liga dos Campeões. Os romenos venceram a Lazio por 2-1 esta quinta-feira.

No grupo J, o Borussia Moenchengladbach foi surpreendido pelo Wolfsberg, ao perder por 4-0 em casa para a inédita equipa austríaca, que se estreou na fase de grupos.

Foi a derrota mais pesada de todos os tempos na Europa para Gladbach, duas vezes ex-vencedor da Taça UEFA.

Já o maior vencedor da noite foi o Basileia ao golear o FC Krasnodar por 5-0.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.