O Sporting está nos quartos de final da Liga Europa e pode agradecer a Rodrigo Battaglia, o médio que esta noite jogou a lateral direito e que terminou a partida na República Checa com o estatuto de herói. A equipa 'leonina' fez uma das piores exibições na prova, permitindo dois golos ao Viktoria Plzen, que levaram mesmo a eliminatória a prolongamento. Ao minuto 105, contudo, o argentino reduziu para os 'leões', num desvio de cabeça após canto de Bruno Fernandes.

No seu 50.º jogo na Liga Europa (tem apenas Unai Emery pela frente), Jorge Jesus fez regressar Bas Dost à titularidade, deixando no banco Fredy Montero, autor dos dois golos na primeira mão em Alvalade. O técnico ‘leonino’ elegeu Battaglia para o lado direito da defesa (à semelhança do que havia acontecido em Chaves), puxando ainda Petrovic para o onze inicial.

Logo ao minuto seis, o Viktoria Plzen chegou à vantagem através de um lance de bola parada: canto cobrado à maneira curta para Jan Kovarík, que cruza para a área onde surge o capitão Marek Bakos a saltar mais alto que Coentrão e a bater Rui Patrício.

O Sporting, que já não havia entrado bem na partida, ficou mais intranquilo após o 1-0. Por um lado, não conseguia estabilizar o seu jogo, por outro mostrava algumas dificuldades em sair para o ataque. Aos 17’, Gelson cruzou da direita à procura de Bas Dost, mas com demasiada força. Cerca de dez minutos depois, Acuña tirou um cruzamento bem medido da esquerda, mas o holandês não chegou a tempo de fazer o desvio.

Apesar de estar em vantagem na eliminatória, as coisas continuavam a não correr bem à formação de Jorge Jesus, que só conseguiu arrebitar perto do intervalo. Ao minuto 39, Bas Dost serviu Bryan Ruiz, que completamente sozinho na área atirou ao lado do poste esquerdo. Fora, de resto, a melhor oportunidade do Sporting durante a primeira parte.

A partida retomou com novo falhanço incrível dos 'leões', agora por intermédio de Marcos Acuña: um primeiro remate de Bruno Fernandes obrigar o guarda-redes do Plzen a uma defesa para a frente. A bola sobrou para o argentino, que atirou ao poste e na recarga, sem guarda-redes, rematou por cima. Aos 54', cruzamento de Gelson da direita, Bas Dost atrasa para o costarriquenho, que remata ao lado.

O Sporting ameaçava o empate, resultado que devolveria a tranquilidade à equipa verde e branca, mas o Plzen continuava atento e, ao minuto 63, Havel esteve muito perto de dilatar a vantagem, após corte incompleto de Mathieu a colocar a bola nos pés de Bakos que cruzou para o desvio de cabeça do lateral, a passar muito perto da barra.

Apenas um minuto depois, a equipa da casa chegou ao 2-0, novamente pelo seu capitão. Milan Havel cruzou rasteiro para o remate de Marek Bakos, que assim empata a eliminatória. Balde de água fria nas hostes 'leoninas'. De referir que Bakos é o segundo jogador a bisar frente ao Sporting  na presente temporada, depois de Pardo, do Olympiacos.

De imediato Jorge Jesus chamou Piccini, que entrou para o lugar de Petrovic (67). Minutos depois, foi a vez de Montero substituir Acunã (76'), com Bryan Ruiz a cair para o lado esquerdo.

Ao minuto 80, altura em que o espectro do prolongamento começava a ganhar forma, Gelson entrou pela direita e rematou forte para a defesa de Hruska, com uma palmada para a frente. Pouco depois, na sequência de um livre curto, a bola chega a Mathieu, que remata fraco, e na recarga André Pinto atira por cima.

Já no tempo de compensação, o árbitro assinalou grande penalidade para o Sporting, a castigar falta de Reznik sobre Bas Dost. Chamado à conversão, o holandês atirou para a defesa de Hruska. Bruno Fernandes ainda tentou a recarga, mas sem sucesso. Não havia volta a dar, a eliminatória ia mesmo ser resolvida no prolongamento.

Ao minuto 92, Havel remata para defesa incompleta de Rui Patrício. Valeu que não apareceu ninguém para a emenda. Aos 99', foi a vez de Hruska brilhar ao negar o golo a Bryan Ruiz, a cabecear na zona de grande penalidade, na sequência de um cruzamento de Bruno Fernandes.

Ainda com uma substituição para fazer, Jorge Jesus lançou Rúben Ribeiro para o lugar do costarriquenho. E ao minuto 105', Rodrigo Battaglia, num desvio de cabeça após canto de Bruno Fernandes, fez o 2-1, resultado que deu a passagem dos 'leões' aos quartos de final.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.