O Vitória de Guimarães despediu-se esta quinta-feira da Liga Europa após empatar em casa com o Konyaspor, por 1-1, em jogo da sexta e última jornada da fase de grupos. A equipa de Pedro Martins termina a sua participação no último lugar do Grupo I, com quatro pontos. RB Salzburgo e Marselha (0-0 no Vélodrome) seguem para os 16 avos de final.

Os vimaranenses até entraram dominadores, com a defesa do Konyaspor a conseguir travar as investidas dos jogadores da casa, mas foi a formação turca a abrir o marcador, aos 15': remate do meio da rua de Bourabia, a bola descreve em arco e vai entrar junto ao ângulo superior da baliza de Douglas. Um golaço do marroquino.

O Vitória de Guimarães acusou o golo começou a mostrar sérias dificuldades na construção ofensiva, mérito também da pressão dos defesas do Konyaspor. Aos 37', Hurtado falha a melhor oportunidade dos minhotos na primeira parte: cruzamento de Raphinha, com o peruano a aparecer à boca da baliza e a cabecear, mas a bola sai por cima da trave.

Aos 41', Evouna em velocidade, tira Douglas da frente, mas pressionado de perto por Pedro Henrique, acaba por atirar ao lado. Logo a seguir, João Vigário tenta a sua sorte, mas a bola não leva a direcção desejada. O jogador do Vitória de Guimarães reclamou falta de Vedat na área, mas o árbitro nada assinalou.

A segunda parte, já depois de um susto com Celis, teve poucas oportunidades de golo por parte das duas equipas. Aos 71', Héldon remata forte para a defesa de Kirintili, mas a partida ganhou novo fôlego com o golo do empate dos vimaranenses: cruzamento de João Aurélio, Estupiñan faz-se ao lance, mas acaba por ser Turan a desviar para dentro da própria baliza.

Nesta altura, Pedro Martins já tinha colocado a equipa a jogar em 4x4x2, com Raphinha junto a Estupiñán, que entrou para o lugar de um queixoso Rafael Martins. Mas o cenário não era o mais favorável ao Vitória, que precisava de um golo para vencer e esperar que o Salzburgo marcasse em França.

Aos 86', o Konyaspor ainda podia ter feito o 2-0: canto da direita, Moke desvia de cabeça, mas acerta na trave da baliza de Douglas. No tempo de compensação, foi a vez de Raphinha tentar o golo, de fora da área, mas ao lado da baliza adversária, com Hurtado também a rematar ao ferro. Certo é que o marcador não voltou a sofrer alterações e o Vitória fica mesmo pelo caminho na Liga Europa.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.