A Câmara Municipal de Bordéus deu hoje luz verde para a venda do clube da cidade ao fundo de investimento norte-americano GACP, sendo esta a etapa final antes da venda definitiva.

A decisão foi aprovada com 82 votos a favor, nove contra e 13 abstenções, validando a transferência das obrigações do grupo M6 para o novo acionista, que abrangem as garantias relativas à renda anual do estádio Matmut Atlantique.

O futuro dono do clube, o norte-americano Joseph DaGrosa, expressou “o desejo de cuidar dessa joia” que é o Bordéus, revelando que possui “uma lista de três franceses com experiência no mundo do futebol francês e estrangeiro” para assumir a presidência dos ‘girondinos’, de forma a cumprir o desejo do presidente do município, Alain Juppé, de ver um francês à frente do clube.

Duas vezes campeão francês e com quatro taças de França conquistadas durante os anos em que o grupo M6 esteve à frente do clube, o Bordéus ocupa atualmente o sétimo lugar no campeonato, já depois de Éric Bedouet ter substituído no comando técnico Gustavo Poyet, que foi despedido no final de agosto por criticar publicamente a direção.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.