O jogador do Paris Saint-Germain comentou a sua relação com o treinador português José Mourinho, explicando que esteve muito perto de ser orientado por ele.

"Estive muito perto. Eu não fui para o Chelsea por decisão do clube e não minha. Eu achava que estava tudo tratado e que ia trabalhar com o Mourinho. Mas não sei se ele teve alguma informação errada sobre mim, ou algo do género... A verdade é que, depois de não ter ido para lá, a nossa relação não tem sido boa, mas a culpa não foi minha. Eu queria muito trabalhar com ele e fazer parte daquela equipa", disse o brasileiro antes de rumar ao Barcelona, em 2008.

"Ainda me lembro da primeira conversa que tive com Guardiola. Desde o primeiro momento que ele deixou muito claro o que queria de mim e que trabalho queria que fizesse. Lembro-me que foi um grande desafio para mim", acrescentou.

Em 2016, o defesa brasileiro rumou até ao campeonato italiano para representar a Juventus por uma temporada. Atualmente, está ao serviço do PSG, clube com o qual tem um contrato até junho de 2019.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.