A Grécia de Fernando Santos qualificou-se para os oitavos-de-final do Mundial 2014 com uma vitória tangencial de 2-1 sobre a Costa do Marfim. Os gregos abriram o marcador na primeira parte por Samaris, mas no segundo tempo a Costa do Marfim deslumbrou a fase seguinte com um golo de Bony. Quando tudo parecia indicar que seria a equipa africana a seguir em frente, Sio derruba Samaras na grande área e marcou-se grande penalidade. Na conversão, Samaras fechou o resultado final em 2-1 e apurou a Grécia para os oitavos.

Na derradeira jornada do grupo C, Grécia e Costa do Marfim procuravam garantir a última vaga nos oitavos-de-final do Mundial 2014. Os gregos somavam apenas um ponto, sem terem marcado qualquer golo na competição, enquanto a formação africana partia em vantagem com três pontos e precisava apenas de um empate para garantir a qualificação para a fase seguinte.

Com Drogba a jogar de início, a Costa do Marfim assumiu as despesas de jogo frente a uma Grécia com os seus blocos muito recuados e compactos, e desde logo se percebeu que a técnica de Yayá Touré, Kalou e Gervinho iriam criar dificuldades à formação de Fernando Santos.

No entanto, os helénicos foram espartanos na sua leitura de jogo e concederam poucos espaços à magia africana dos jogadores da Costa do Marfim. O primeiro sinal de perigo no jogo ocorreu aos 23 minutos, quando Yaya Touré ganha um ressalto à entrada da área grega e tenta lançar Drogba, que ficaria isolado frente a Karnezis, mas o passe acaba por sair com muita força. Os gregos responderam dez minutos depois em contra-ataque mas o remate poderoso de Holebas levou a bola a bater com estrondo na barra da baliza de Barry.

O jogo estava equilibrado, com a Costa do Marfim a apresentar uma ligeira superioridade na posse de bola, mas foi a Grécia a abrir o marcador antes do intervalo depois de um mau passe de Tioté que acaba por ser interceptado por Samaris, que depois combina com Samaras para aparecer na cara de Barry e fazer o 1-0.

No segundo tempo, a Grécia entrou com mais moral e maior confiança no jogo e logo no arranque da etapa complementar Lazaros poderia ter dilatado o marcador com um remate a rasar o poste da baliza da Costa do Marfim. O domínio grego foi-se transfigurando com o aumento da posse de bola da Costa do Marfim, e as situações de contra-ataque por parte da formação de Fernando Santos foram-se sucedendo.

O selecionador da Costa do Marfim lançou então Bony em jogo, e logo o internacional costa-marfinense respondeu à aposta do técnico com um golo aos 74 minutos.

No entanto, e quando tudo parecia indicar que a Costa do Marfim seguiria em frente, o árbitro do encontro assinalou uma grande penalidade no período dos descontos, num momento verdadeiramente trágico para a formação africana, por falta de Sio sobre Samaras. Chamado à conversão, Samaras assumiu-se com o algoz da seleção africana e qualificou a Grécia para os oitavos-de-final do Mundial 2014.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.