O avançado brasileiro Hulk, que milita no Zenit, voltou a ser alvo de insultos racistas num encontro do clube russo, desta vez no terreno do Torpedo.

Os adeptos da equipa da casa imitaram sons de macaco sempre que o antigo jogador do FC Porto tocava na bola, e Hulk respondeu...com beijos. Depois de marcar o golo que viria a valer um empate à sua equipa, o brasileiro lançou beijos aos adeptos que o insultavam.

"O futebol devia unir as pessoas e não separá-las. Não entendo, não aceito nem consigo explicar estas situações. Não foi a primeira vez que aconteceu e apenas peço que respeitem os jogadores. Tento reagir com um sorriso e concentrar-me no jogo. Se reagir com respeito, pode ser que o receba de volta", disse Hulk no final da partida.

Também André Villas-Boas, treinador do Zenit, comentou o sucedido. "Foi uma vergonha. Mau futebol e maus adeptos, devido aos insultos ao Hulk. Estes insultos vão correr o mundo e dar uma má imagem do campeonato russo", salientou o português.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.