Muito deu que falar a prenda que Mourinho deu a Reguilon no Natal, por o espanhol não conseguir passar a quadra com a família e ter de a passar sozinho: um leitão para lhe fazer 'companhia'. Mas a verdade é que o jogador do Tottenham não precisava de companhia, como imagens publicadas nas redes revelaram: Reguilon esteve com as famílias de Lamela e Lo Celso, bem como com Manuel Lanzini, do West Ham United, numa altura em que as recomendações em Inglaterra (e um pouco por todo o mundo) iam no sentido contrário.

O clube londrino emitiu um comunicado crítico da atitude dos jogadores, " principalmente porque sabemos os sacrifícios que todos neste país fizemos para nos mantermos seguros no período festivo".

"As regras são claras, não existem exceções, e relembramos regularmente os nossos jogadores e staff sobre os protocolos e as sua responsabilidade de os seguirem e darem o exemplo", acrescentaram, revelando ainda que o assunto será agora tratado internamente.

Também José Mourinho não escondeu a sua desilusão com os jogadores, recordando a oferta que fez a Reguilon.

"Não estamos felizes. Foi uma surpresa negativa para nós. Dei uma prenda fantástica a Reguilon - um leitão português. Fantástico para portugueses e espanhóis. Foi-me dito que ele ia passar o natal sozinho. Como viram não foi assim", disse, citado pela BBC, depois da vitória frente ao Leeds.

O técnico português frisou que o clube irá tomar medidas, face à atitude de jogadores aos quais são dadas todas as condições.

"Nós, clube, estamos desapontados porque damos aos jogadores toda a educação e condições. Sabemos o que vamos fazer internamente. Não precisamos de vos abrir as portas para saberem o que se passa cá dentro. Sinto-me desapontado", concluiu.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.