com o apoio MEO
Poupe na sua eletricidade com o MEO Energia. Simule aqui

Àrsene Wenger rejeita regresso ao Arsenal: "Sempre disse que quando partisse seria em definitivo"

Este artigo tem mais de um ano
Treinador francês deixou os 'gunners' em 2018 e está sem clube desde essa altura.
Àrsene Wenger rejeita regresso ao Arsenal:
SAPO Desporto

Em entrevista à 'BEin Sports', o antigo treinador do Arsenal revelou que não pretende voltar ao estádio dos 'gunners', nem mesmo para assistir a um jogo da equipa que treinou mais de duas décadas.

"Sempre disse que quando partisse do Arsenal seria em definitivo. Foi essa a decisão que tomei. Orientei o clube durante 1235 jogos. Tive bons e maus momentos lá, mas sempre tentei defender os valores do clube. Acho que consegui", referiu o treinador francês.

Recorde-se que Arsène Wenger deixou o Arsenal, ao qual esteve ligado durante 22 anos, em maio de 2018, e desde aí está sem clube.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.

Veja também

 
 

Comentários

Deve estar ligado no Facebook para poder ver e interagir com este artigo.

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa , as nossas notificações ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.