Tiemoue Bakayoko não tem problemas em dizer aquilo que pensa. O jogador francês ficou desiludido por não ser chamado para a sua seleção e acredita que os elementos escolhidos não são melhores opções.

Em declarações à televisão francesa Canal +, Bakayoko admite que respeita as decisões do treinador.

"Estou desiludido. Eu acredito que ainda posso ir ao Mundial, é o meu objetivo. Eu jogo por um grande clube e acho que isso pode ser benéfico para mim", referiu o jogador, que não acredita que as opções escolhidas sejam melhores do que ele mesmo.

"Eu acho que [Adrien] Rabiot, [N'Golo] Kanté, [Blaise] Matuidi e [Corentin] Tolisso não são melhores que eu. Eu respeito a decisão do treinador e também respeito os jogadores que foram chamados - são talentosos, alguns deles são meus amigos", afirmou Bakayoko.

"Eu estou orgulhoso por terem sido chamados, mas gostava de estar com eles. Mas não estou abaixo deles".

Tiemoue Bakayoko, de 23 anos, chegou ao Chelsea esta temporada, proveniente do Mónaco, por uma verba avaliada em 40 milhões de euros. Ao serviço dos 'blues', o médio francês participou em 15 jogos, marcou dois golos e fez três assistências.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.

Ajude-nos a melhorar o SAPO Desporto