O campeão inglês de futebol Liverpool venceu hoje (2-0) com uma demonstração de força o ‘candidato’ Chelsea, num jogo que os ‘blues’ começaram a perder com a expulsão do defesa dinamarquês Christensen perto do intervalo.

Em Stamford Bridge, os ‘reds’ não se amedrontaram com o investimento de mais de 200 milhões de euros feito pelos londrinos para a época 2020/21, com as entradas de Timo Werner, Kai Havertz, Chilwell, Thiago Silva ou Hakim Ziyech.

O ex-jogador e treinador dos ‘blues’, Frank Lampard, contou com Werner e Havertz a titulares, mas foi o tridente ofensivo do Liverpool – Salah, Sadio Mané e Firmino – a colocar em sentido a equipa da casa.

O primeiro sinal foi dado com uma ‘fuga’ de Sadio Mané, que o central Christensen tentou travar em falta e aumentou a dificuldade para o Chelsea, ao receber ordem de expulsão, num lance em que o avançado dos ‘reds’ se isolava, aos 45+1.

Com mais um jogador em campo, o Liverpool aumentou a pressão, e a superioridade, e uma combinação perfeita de Salah para Firmino e do brasileiro para a entrada de cabeça de Sadio Mane deu a vantagem ao Liverpool, aos 50 minutos.

Pouco depois, aos 54, novo erro no Chelsea: o guarda-redes Kepa tentou servir um defesa, para sair a jogar, e Sadio Mane, a fazer pressão, intercetou a bola e só teve que empurrar para a baliza, colocando o marcador em 2-0.

Seria uma tarde ‘não’ para o Chelsea, que mostrou estar ainda ‘tenro’ na luta diante do campeão, e num jogo em que até Jorginho falhou a oportunidade de reduzir, com Alisson Becker a defender um penálti, aos 75 minutos.

Mais cedo, o Brighton foi vencer a casa do Newcastle por 3-0, depois de conseguir uma vantagem de dois golos até aos sete minutos, num ‘bis’ do francês Neal Maupay, enquanto o Tottenham, de José Mourinho, brilhou com Son e Kane em evidência.

A dupla dos ‘spurs’ fez história em Southampton (5-2), com o sul-coreano a marcar o primeiro póquer (quatro golos) na Liga inglesa, todos com assistência de Kane, que também marcou o quinto golo dos londrinos, e tornou-se o primeiro jogador a estar diretamente ligado a cinco golos num jogo da ‘Premier’.

No final, Son ‘levou a bola’ para casa, e Mourinho interrompeu a entrevista rápida de Kane no final para dizer que o internacional inglês tinha sido o homem do jogo: “Para mim foi o homem do jogo, isto foi um desempenho de equipa.”

Ainda hoje, o Leicester recebe o Burnley, e na segunda-feira a segunda ronda encerra com os jogos Aston Villa-Sheffield United e Wolverhampton-Manchester City.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.