A equipa do Cardiff City, traumatizada pelo acidente de Emiliano Sala, prepara-se para voltar a campo esta terça-feira, contra o Arsenal, fora de casa, em encontro da 24ª ronda da Premier League.

A emoção ainda está viva entre os 'Bluebirds', pouco mais de uma semana após a tragédia com o jogador argentino. Nesta segunda-feira, o treinador Neil Warnock disse que pensou em demitir-se antes de descrever um quadro desolador de seus jogadores, com alguns a sentirem-se muito "mal".

"Pensamos 24 horas por dia se vale a pena continuar ou não", disse, ostentando no casaco um narciso, a flor símbolo do País de Gales, em homenagem ao argentino.

Um minuto de silêncio também será respeitado, assim como em todos os jogos da Premier League na terça e na quarta-feira.

"É impossível dormir, estou no futebol há 40 anos e tem sido de longe a semana mais difícil da minha carreira, uma semana traumatizante e ainda é", disse o técnico na primeira conferência de imprensa após o desaparecimento do argentino.

Warnock revelou que vários jogadores do Cardiff conversaram com psicólogos. A equipa luta para sair da zona de despromoção.

Longe do drama vivido pelos galeses, o Manchester United e o Manchester City vão tentar aproveitar o embalo do bom fim de semana para dar sequência à ascensão no campeonato.

Depois de vencerem o Arsenal na sexta-feira (3-1) para a quarta ronda da FA Cup, os novos 'Diabos Vermelhos' de Ole Gunnar Solskjaer vão enfrentar o Burnley.

Desde a chegada do técnico norueguês no fim de dezembro, o Manchester United obteve oito vitórias (somando todas as competições) e está a apenas três pontos da zona de qualificação para a Liga dos Campeões.

Já o Manchester City vai defrontar o Newcastle, que também está em apuros. A equipa de Pep Guardiola não quer perder de vista o Liverpool, que recebe o Leicester na quarta-feira e lidera com quatro pontos de vantagem.

Na quarta-feira, o Chelsea, que venceu com facilidade o Sheffield Wednesday no domingo na Taça da Inglaterra (3-0), tem a missão de subir na tabela no campeonato inglês. Os jogadores ouviram duras críticas feitas pelo próprio treinador Maurizio Sarri após a derrota para o Arsenal na última jornada. O treinador italiano vai poder contar com a presença do avançado argentino Gonzalo Higuain, que estreou na FA Cup.

O Tottenham, eliminado das duas taça numa semana, terá pelo menos uma boa notícia nesta quarta-feira contra o Watford. O sul-coreano Son Heung-min, que disputava a Taça da Ásia, vai poder reforçar o ataque, setor abalado pelas lesões de Harry Kane e Dele Alli.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.